top of page

War and Revolt | Park Chan-wook irá produzir filme para Netflix

A Netflix recentemente se comprometeu a gastar mais US$ 2,5 bilhões em conteúdo coreano.

Park Chan-wook, o cineasta coreano por trás de “Oldboy” e “Decision to Leave” do ano passado, juntou-se como produtor e co-roteirista do drama histórico War and Revolt. O filme é a primeira colaboração de Park com a Netflix, a plataforma global de streaming que é líder de mercado na Coreia e que tem sido fundamental para o sucesso global da cultura contemporânea coreana.

War and Revolt conta a história de dois amigos de infância, interpretados por Gang Dong-won e Park Jeong-min, que se tornam adversários. É dirigido por Kim Sang-man (“Midnight FM”) a partir de um roteiro de Shin Chul e Park Chan-wook. A produção é da Moho Film, o poderoso indie por trás de “Decision to Leave” de Park, “The Handmaiden” e o filme “Snowpiercer” dirigido por Bong Joon Ho de 2013, em colaboração com o Semicolon Studio. Gang (“Jeon Woochi”, “Secret Reunion” “The Priests”) ocupa o centro do palco como o enigmático Cheon-young, um personagem cuja notável proeza marcial desafia suas origens humildes como escravo. Lutando para se libertar das correntes da servidão, Cheon-young combina charme e ação. Park Jeong-min (“Decision to Leave”, “Dongju”) assume o papel de Jong-ryeo, ex-mestre de Cheon-young e descendente da família militar mais influente da dinastia Joseon. Depois de passar no exame de serviço militar, Jong-ryeo se torna o guarda pessoal do rei Seonjo, levando a um reencontro comovente com seu ex-amigo. O papel requer um mergulho na psique complexa de um homem dividido entre a amizade e o dever.

Outros papéis importantes vão para Cha Seung-won, Kim Shin-rock, Jin Sun-kyu e Jung Sung-ill.

Cha retrata o rei Seonjo, um monarca que abandona seu povo no início da invasão japonesa, mas que busca restaurar sua reputação e autoridade após a guerra. Kim (“Hellbound”) retrata um membro resoluto da milícia civil que desafia as normas sociais e enfrenta obstáculos. Jin desempenha o papel de um líder de milícia civil descendente da classe dominante tradicional que surge como uma força inspiradora em meio ao caos da invasão. Jung (série de sucesso da Netflix “The Glory”) interpreta um intimidador senhor da guerra japonês que reconhece a extraordinária esgrima de Cheon-young. A Netflix deu rédea solta a Bong como um dos principais cineastas da Coreia para fazer o filme “Okja” em 2017. A mudança foi um sinal importante para outros criadores na Coreia e deu início a uma era de intensa produção de filmes e TV e exportação de conteúdo da Coreia.


Fonte: Variety

Siga nossas redes sociais e inscreva-se em nosso Canal no Youtube!

Twitter: @realcanalbang

Instagram: @canalbangoriginal

0 comentário

Comments


bottom of page