Polícia japonesa prende suspeito de ataque aos estúdios da Kyoto Animation

A polícia japonesa prendeu na quarta-feira o principal suspeito do ataque criminoso mortal do ano passado à Kyoto Animation, o estúdio familiar por trás de uma série de filmes de anime e séries de televisão internacionalmente amados.


O suspeito, Shinji Aoba, 42 anos, passou os últimos 10 meses nos hospitais de Kyoto se recuperando de queimaduras graves sofridas durante o ataque. A polícia local obteve um mandado de prisão logo após o incidente, mas foi forçada a esperar até Aoba ficar bem o suficiente para poder se sentar para interrogatório.


Kyoto Animation.

A cobertura televisiva no Japão na manhã desta quarta-feira mostrou o suspeito, consciente, mas com cicatrizes pesadas no rosto e nos braços, sendo levado para a sede da polícia de Kyoto em uma maca. No final da tarde, as autoridades disseram que ele havia confessado todas as acusações.


Aoba é acusado de invadir uma instalação de produção da Kyoto Animation em julho passado e provocar um incêndio que matou 36 pessoas e feriu outras 33. Testemunhas no local disseram à polícia que ele empurrou um carrinho com dois grandes galões de gasolina no saguão do estúdio, gritou "morram" e os incendiou. Pensa-se que o incidente seja o maior ato de assassinato em massa do Japão desde a Segunda Guerra Mundial.


Um funcionário sobrevivente da Kyoto Animation descreveu o salto de uma janela do segundo andar enquanto o calor escaldante e a fumaça negra rugiam através do edifício. Muitas das vítimas tentaram escapar por uma escada central, mas morreram envenenadas por monóxido de carbono antes de chegarem ao telhado, de acordo com um relatório de incêndio.


Aoba estava entre os poucos que conseguiram escapar do incêndio no térreo. Ele sofreu queimaduras graves em grande parte do corpo e passou semanas em coma induzido. A mídia japonesa disse na quarta-feira que ele ainda não pode andar ou se alimentar sem assistência.


A polícia japonesa disse à imprensa local na quarta-feira que Aoba disse que "não houve erro" nas acusações contra ele. Ele foi citado dizendo que achava que poderia "matar muitas pessoas usando gasolina". A polícia observou que ele não pediu desculpas nem expressou remorso durante o interrogatório.


A Kyoto Animation divulgou uma declaração curta em resposta à prisão de Aoba. "Não temos nada a dizer ao suspeito... Nossos colegas de trabalho, cujas vidas foram perdidas, nunca mais voltarão e as feridas de nossos colegas nunca serão curadas.", afirmou a empresa. A declaração apenas acrescentou que a Kyoto Animation espera que Aoba enfrente "máxima responsabilidade criminal".


Logo após a detenção de Aoba em julho passado, a mídia japonesa, citando fontes policiais não identificadas, relatou que o motivo de Aoba era a crença de que a empresa havia roubado um romance que ele escreveu.


A Kyoto Animation, um dos mais queridos estúdios de anime do Japão, é famosa por sua cultura positiva de trabalho e pelos muitos eventos de envolvimento dos fãs que realiza ao longo do ano. Uma dessas atividades foi um concurso anual em que foram solicitados romances para aspirantes a escritores, com o trabalho vencedor selecionado pelo estúdio para ser transformado em um filme ou série de anime.


Depois que a alegação de Aoba veio à tona, a Kyoto Animation realizou uma investigação interna e descobriu que realmente havia recebido um rascunho do manuscrito sob o nome Shinji Aoba. O trabalho foi entregue à polícia e seu conteúdo nunca foi revelado publicamente. A Kyoto Animation disse que o trabalho não tem semelhanças com nenhum de seus filmes ou séries lançados.


Em sua única entrevista individual desde o incidente, o cofundador e CEO da Kyoto Animation, 69 anos, Hideaki Hatta disse ao The Hollywood Reporter no final do ano passado que seus pensamentos e energia seriam direcionados apenas para proporcionar conforto às vítimas e à reconstrução dos estúdios para seus fãs. Sobre Aoba, ele disse: "Ele não existe na minha mente. Este não é um ato humano. Isso não é algo de que um humano seja capaz. Estou além do ódio".


Fonte: The Hollywood Reporter.



Siga nossas redes sociais e inscreva-se em nosso Canal no Youtube!

Twitter: @realcanalbang

Instagram: @canalbangoriginal

Facebook: http://facebook.com/canalbangoriginal

PodCast: http://canalbang.podomatic.com

  • Twitter Clean
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube
  • Facebook Clean
bannerPropaganda1.jpg

DISCLAIMER

O Canal Bang ​é um portal que tem como objetivo trazer as principais novidades sobre filmes, séries, livros, quadrinhos, games e tudo que envolve a cultura pop. De uma maneira descontraída, inteligente e cheia de carisma, você pode assistir nossos vídeos semanais em nosso canal do Youtube, ouvir nossas críticas e debates polêmicos em nosso podcast, e saber das notícias que envolvem o universo nerd ao vivo em nosso programa na TV MAR (Canal 25 NET) toda Quinta às 12:30. Entretenimento de verdade, você encontra aqui, no maior portal nerd de Alagoas.

PARCEIROS

CinemaParceria.jpg
tvMarParceria.jpg
GazetaParceria.jpg
piticasCinzaSite.jpg
santoAmaro.png

CONTATO

+55 82 3028-6851

Maceió-Alagoas

  • YouTube - Canal Bang
  • Facebook - Canal Bang
  • Instagram - Grey Circle
  • Twitter - Canal Bang

© 2019 Canal Bang - Todos os direitos reservados

Cinema, Cultura e Entretenimento