top of page

Especial #TBT | O Iluminado

O Iluminado chegou nas telonas mundiais no início da década de 80, essa adaptação da obra do mestre do horror, Stephen King, foi um sucesso de bilheteria, causando aflição com sua história que brinca com o psicológico dos protagonistas, como também de seus espectadores. Com a direção de Stanley Kubrick e roteiro de Stanley Kubrick e Diane Johnson, a história fala sobre o assombrado Hotel Overlook, seus hospedes e uma família, em que o patriarca em busca de um emprego, acha a ideia de zelador do hotel no inverno uma boa oportunidade para se estabelecer e encontrar inspiração para sua escrita.


Poster Oficial

Trailer:


Sinopse:

Jack Torrance se torna caseiro de inverno do isolado Hotel Overlook, nas montanhas do Colorado, na esperança de curar seu bloqueio de escritor. Ele se instala com a esposa Wendy e o filho Danny, que é atormentando por visões e premonições. Jack não consegue escrever e as visões de Danny se tornam mais perturbadoras. O escritor descobre os segredos sombrios do hotel e começa a se transformar em um maníaco homicida, aterrorizando sua família.



Com uma duração de 146 minutos, o filme teve o orçamento de 15 milhões USD, e arrecadou uma bilheteria mundial de 47,3 milhões USD. O Iluminado foi um sucesso, se tornando uma das maiores referências no gênero, tendo algumas cenas parodiadas em filmes e animações. Por seu feito nas telonas o filme foi indicado ao Prêmio Saturno na categoria de Melhor ator coadjuvante, melhor filme de terror e melhor trilha sonora. Além disso o filme também foi indicado também ao polêmico Framboesa de ouro, na categorias de Pior atriz e Pior diretor.



Algumas curiosidades:


Antes de O Iluminado, Kubrick já era conhecido por suas incursões em diferentes gêneros, entre eles o terror. Tanto é que, no início da década de 70, seu nome foi cogitado para a direção de O Exorcista. Porém, ele não trabalhou na obra por querer, além de dirigir, produzir o filme.


De acordo com um dos biógrafos de Kubrick, David Hughes, King escreveu um esboço inteiro de um roteiro para o filme. Kubrick nem achou que valesse a pena lê-lo, dando uma prévia do que declararia posteriormente, sobre King ser um escritor “fraco”. Em vez disso, ele trabalhou com Diane Johnson no roteiro, por ser um fã de seu livro, The Shadow Knows. Os dois acabaram passando onze semanas trabalhando no roteiro.


Bastidores do filme

Durante uma entrevista à revista Playboy, em 1983, Stephen King revelou que durante muito tempo havia admirado Kubrick e, por isso, criou grandes expectativas quanto ao filme. Porém, acabou decepcionado com o resultado final. Além disso, o escritor afirmou não ter gostado da atuação de Jack Nicholson, afirmando que o ator era errado para o papel.


No livro, os eventos macabros são ambientados no quarto 217, não no quarto 237. O hotel The Timberline Lodge, em Oregon, que era usado como o exterior do hotel para algumas fotos, é o culpado por essa troca. A gerência do Lodge solicitou que o número do quarto fosse alterado para que os hóspedes não evitassem o quarto 217. Não há quarto 237 no hotel, de modo que esse número foi o escolhido. O site da The Timberline Lodge diz: “Curiosamente e de maneira um tanto irônica, o quarto 217 é solicitado com maior frequência que qualquer outro quarto”.


Jack Nicholson mostrando toda a loucura que o Overlook é capaz de criar

Kubrick considerou tanto Robert De Niro quanto Robin Williams para o papel de Jack. Porém, após assistir Taxi Driver, o diretor considerou que De Niro não seria psicótico o suficiente para o papel. Por outro lado, considerou Robin Williams demasiado psicótico após sua atuação em Mork & Mindy.


O diretor pediu para que a frase original “All work and no play makes Jack a dull boy” tivesse diferentes traduções em cada país em que o filme foi lançado. Em alemão, a frase é: “Não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje”, e, em italiano: “Aquele que acorda cedo encontra um dia de ouro”. Aqui, a frase ficou bastante próxima à original: “Muito trabalho e pouca diversão fazem de Jack um bobão”.


"Você é iluminado garoto. Mas do que qualquer outro que já conheci em minha vida." - O iluminado (livro)

Ninguém tem certeza se o diretor digitou 500 páginas de “All work and no play makes Jack a dull boy”. Kubrick não levou essa tarefa ao departamento de apoio, usando sua própria máquina de escrever para fazer as páginas. Era uma máquina de escrever que tinha memória interna, por isso poderia ter produzido as páginas sem uma pessoa real ter digitado tudo. Mas as páginas individuais do filme contêm diferentes layouts e erros. Alguns alegam que teria sido característico do diretor preparar individualmente cada página.


Sabe-se que Kubrick é famoso por sua visão detalhista. Então, quando Jack foi visto lendo uma revista Playgirl, as pessoas já começaram a especular sobre o real significado da cena. Nesta edição, há um artigo sobre incesto, significando, para muitos, que Danny pode ter sofrido abuso sexual.


Confesse, você também se aterrorizou com a imagem dessas garotinha.

O Iluminado parecia introduzir uma estrela infantil promissora com Dan Lloyd. Ele acabou tendo um papel em um filme de TV dois anos depois. Depois disso apenas em 2019, Lloyd fez uma participação em Doutor Sono, uma continuação direta de O Iluminado.


Para proteger o ator, que na época tinha apenas 5 anos, Kubrick disse a ele que o filme era um drama. Dan só viu a obra quando já tinha 16 anos e revelou que não havia achado assustador, já que esteve nos bastidores.


A icônica cena de Dany passeando pelos corredores

O clipe Spit it Out, da banda Slipknot, tive o filme como inspiração. A banda Mudvayne tem uma música chamada Dull Boy, que traz a icônica frase "All work and no play makes me a dull boy". Além disso, o personagem Johnny Cage, do jogo Mortal Kombat X, usa um fatality em que ele abre a barriga do adversário e diz “Here’s Johnny”.


Perto do fim das gravações, um incêndio atingiu o estúdio onde o filme era gravado, causando um prejuízo de U$ 2,5 milhões. Este caso resultou em uma famosa fotografia, na qual Kubrick ri em frente aos destroços, talvez porque na história original o hotel realmente acabe queimado.


Stanley Kubrick

O diretor Lee Unkrich, é um grande fã de O Iluminado, ele comanda uma página chamada The Overlook Hotel, que contém toneladas de fotos e informações dos bastidores sobre o filme. “Eu comecei o site puramente por razões egoístas”, Lee confessou em 2013. “Eu colecionei coisas do O Iluminado ao longo dos anos, e eu só queria ter um lugar onde elas pudessem ser organizadas.” Unkrich também foi uma das pessoas que ajudaram a financiar o documentário do Room 237.


Toy Story 3

A obsessão de Unkrich com O Iluminado é tão grande que podemos encontrar referências ocultas em vários filmes da Pixar, incluindo Toy Story 3.


“Here’s Johnny”

O filme está atualmente disponível na HBO Max, Amazon Prime e YouTube.


Fiquem ligados pois todas as quintas-feiras teremos um #Tbt novo para vocês!



Siga nossas redes sociais e inscreva-se em nosso Canal no Youtube! Twitter:@realcanalbang




0 comentário

Comments


bottom of page