Especial Dia Internacional da Mulher | Mulheres que conquistaram seu espaço no universo otaku

Elas conquistaram seu espaço em um nicho genuinamente masculino, mostraram seu trabalho e provaram que mangá e anime também é coisa feminina. E principalmente, de que mulheres podem sim fazer conteúdo para garotos, diferente do que algumas revistas pensam.


NAOKO TAKEUCHI


A história de Takeuchi com o mangá teve início enquanto estudou na Kofu Ichi High School. Ela usava uniforme de marinheiro e ingressou nos clubes de astronomia e mangá. Essas experiências influenciaram seu trabalho para Sailor Moon, além de suas outras peças como Love Call e Rain Kiss. Suas experiências formativas no ensino médio influenciaram sua trajetória para se tornar uma artista de mangá.


A influência de sua família é muito forte em sua obra, já que ela deu nomes de parentes aos personagens que criou para Sailor Moon, e menciona isso em entrevistas e em várias histórias em quadrinhos que produziu no lugar de notas do autor. Além disso Naoko foi responsável por escrever as letras de várias músicas durante todo o anime e série de ação ao vivo, incluindo "Princess Moon", "Route Venus" e "Sailor Star Song".

Quem nunca sonhou em ser uma Garota Mágica?

OUTRAS OBRAS: Prism Time, Chocolate Christmas, Maria, The Cherry Project, Miss Rain, PQ Angels e Love Witch.



SHIORI TESHIROGI


Seus primeiros mangás são do gênero Shoujo, trabalhou na editora Akita Shoten, onde atualmente é publicado The Lost Canvas. Shiori Teshirogi é fã de Saint Seiya, tanto que seu pseudônimo, enquanto quadrinista era "Marin Gold".


Durante uma sessão de autógrafos, Teshirogi teve a oportunidade de entregar a Masami Kurumada um de seus mangás já publicados, o que agradou o mangaká. Com isso, Shiori ganhou autonomia para trabalhar na produção de um gaiden, spin-off da série original chamado The Lost Canvas, seguindo, uma pequena lista de eventos-chave dado pelo próprio Kurumada.

Melhor adaptação do mangá, Kurumada que lute!

OUTRAS OBRAS: Dear my Doll, Delivery, Kanojo ga Tonda Hi, Kieli, The Lost Canvas, The Lost Canvas Gaiden, Batman and Justice League.


MENÇÃO HONROSA:


CHIMAKI KUORI


Apesar de menos conhecido, vale lembrar que temos também um mangá das maravilhosas Guerreiras de Atena. O mangá de Saint Seiya: Saintia Shō, é um spin-off da franquia Saint Seiya. O mangá começou como um prefácio em julho de 2013 e efetivamente começando em 19 de agosto de 2013 e por fim ganhando uma adaptação em anime em 2018.


Kuori é a segunda mangaká a assumir um título baseado na obra de Masami Kurumada. Ela é muito discreta sobre sua vida pessoal ou privada. O nome de Kuori Chimaki pode ser um pseudônimo ou apelido usado pelo autor na comunidade de mangá. Sua aparência física é atualmente desconhecida, pois nas poucas aparições públicas em que participou, ele sempre pediu que não fossem feitas fotos e se concordar em tirar uma foto pede que seu rosto seja coberto.

As maravilhosas e poderosas saintias: Erda, Mii, Shoko, Xiaoling e Katya.

OUTRAS OBRAS: É principalmente conhecida por seu trabalho na adaptação do mangá do anime "Gundam Seed" e pelo mangá com shōjo "Kimi no Kaeru Basho"



ADACHITOKA


Adachitoka é o pseudônimo da junção dos nomes das mangakas, Adachi e Tokashikidas. A história de Adachitoka estreou fornecendo as ilustrações para o mangá "Alive: The Final Evolution" escrito por Kawashima Tadashi, e serializado na Monthly Shounen Magazine de 2003-2010. Antes disso, foram assistentes de Katou Motohiro, autor de "Rocket Man", e de Shimizu Aki, autor da adaptação do mangá "Suikoden III".


O mangá Noragami, é o primeiro trabalho original de Adachitoka, e começou sua serialização em 2011. Já em janeiro de 2014 o mangá ganhou uma adaptação para anime pelo Estúdio Bones e uma segunda temporada, intitulada Noragami Aragoto, estreou em outubro de 2015.

"Mesmo que as coisas estejam dolorosas e difíceis, as pessoas devem apreciar o que significa estar vivo."

OUTRAS OBRAS: é o primeiro trabalho original de Adachitoka.



Hiromu Arakawa


Arakawa começou sua carreira na indústria do mangá como assistente de Hiroyuki Etō, autor de Mahojin Guru Guru. Sua própria carreira começou com a publicação de Stray Dog em 1999. Stray Dog venceu o nono Prêmio Enix Século 21. Em julho de 2001, Arakawa publicou o primeiro capítulo de Fullmetal Alchemist na mesma revista. A série abrange 108 capítulos, sendo o último publicado em julho de 2010, e a série foi compilada em 27 volumes.


Quando o estúdio Bones adaptou-o numa série de anime, Arakawa ajudou-os no seu desenvolvimento. Mais tarde, no entanto, ela os deixou trabalhar sozinhos na realização do roteiro a fim de que ambos, mangá e anime, teriam finais diferentes. A série ganhou o 49º Prêmio Shogakukan de Mangá na categoria shōnen em 2004. Quando a adaptação do segundo anime estava chegando ao fim, ela apresentou ao diretor Yasuhiro Irie seus planos para o final do mangá, fazendo com que ambos terminassem em datas próximas.

"Nada pode ser obtido sem sacrifício. Para se obter algo é preciso oferecer algo em troca de igual valor."

OUTRAS OBRAS: Stray Dog, Shanghai Yōmakikai, Fullmetal Alchemist, Sōten no Kōmori.



Rumiko Takahashi


Com uma carreira de vários trabalhos de sucesso comercial, começando com Urusei Yatsura em 1978, Takahashi é uma das mais conhecidas e ricas artistas de mangá do Japão. Suas obras são populares em todo o mundo, onde foram traduzidas para uma variedade de idiomas, com mais de 200 milhões de cópias em circulação.


Ela ganhou o Prêmio Shogakukan Manga duas vezes, uma em 1980 por Urusei Yatsura e novamente em 2001 por Inuyasha e o Prêmio Seiun duas vezes, uma vez em 1987 para Urusei Yatsura e novamente em 1989 por Mermaid Saga. Ela também recebeu o Grande Prêmio de la ville d'Angoulême em 2019, tornando-se a segunda mulher e segunda japonesa a ganhar o prêmio. Em 2020, o governo japonês concedeu a Takahashi a medalha com fita roxa por suas contribuições às artes.

"Eu quero um coração. O coração do homem a quem nunca permitirei que ele me esqueça."

OUTRAS OBRAS: Urusei Yatsur, Shōgakukan, Maison Ikkoku, Mermaid Saga, Ranma ½, One-Pound Gospel.


Esse é só um pouco do poder da mulher no universo nerd, força, determinação e acima de tudo muito talento mostrando que conquistamos o nosso lugar e principalmente que viemos pra ficar. Feliz dia das mulheres para todas vocês que fazem parte desse universo nerd maravilhoso!



Siga nossas redes sociais e inscreva-se em nosso Canal no Youtube!

Twitter: @realcanalbang

Instagram: @canalbangoriginal

Facebook: http://facebook.com/canalbangoriginal

PodCast: http://canalbang.podomatic.com

0 comentário
  • Twitter Clean
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube
  • Facebook Clean
Mpx_cinema_728x90.png

DISCLAIMER

O Canal Bang ​é um portal que tem como objetivo trazer as principais novidades sobre filmes, séries, livros, quadrinhos, games e tudo que envolve a cultura pop. De uma maneira descontraída, inteligente e cheia de carisma, você pode assistir nossos vídeos semanais em nosso canal do Youtube, ouvir nossas críticas e debates polêmicos em nosso podcast, e saber das notícias que envolvem o universo nerd ao vivo em nosso programa na TV MAR (Canal 25 NET) toda Quinta às 12:30. Entretenimento de verdade, você encontra aqui, no maior portal nerd de Alagoas.

PARCEIROS

CinemaParceria.jpg
tvMarParceria.jpg
GazetaParceria.jpg
piticasCinzaSite.jpg
santoAmaro.png

CONTATO

Maceió-Alagoas

  • YouTube - Canal Bang
  • Facebook - Canal Bang
  • Instagram - Grey Circle
  • Twitter - Canal Bang

© 2019 Canal Bang - Todos os direitos reservados

Cinema, Cultura e Entretenimento