top of page

Daniel Day-Lewis confirma que deixou atuação para sempre


Parece que Daniel Day-Lewis está falando sério sobre sua aposentadoria da atuação e não voltará, pelo menos de acordo com seu diretor de longa data, Jim Sheridan. O cineasta irlandês dirigiu três dos filmes mais proeminentes de Day-Lewis: “Meu Pé Esquerdo” (1989), “Em Nome do Pai” (1993) e “O Lutador” (1997). Day-Lewis ganhou o Oscar de melhor ator por “Meu Pé Esquerdo” e também foi indicado por Em Nome do Pai”.


“Ele diz que acabou. Continuo conversando com ele”, disse Sheridan ao ScreenDaily sobre o tema de Day-Lewis permanecer aposentado. “Eu adoraria fazer algo com ele novamente. Ele é como todo mundo. Ele abre os streamings e há sete mil opções, nenhuma delas é boa. O filme foi transferido do domínio público para um domínio privado – você tem um controle remoto e pode pará-lo. Não é a mesma experiência. Seria ótimo ver Daniel voltando e fazendo algo porque ele é muito bom.”


Day-Lewis anunciou sua aposentadoria da atuação em junho de 2017, vários meses antes do lançamento de “Trama Fantasma”, de Paul Thomas Anderson. Esse filme, que rendeu a Day-Lewis mais uma indicação ao Oscar de melhor ator, acabou sendo seu último filme.



“Daniel Day-Lewis não trabalhará mais como ator”, disse o porta-voz do ator em comunicado na época. “Ele é imensamente grato a todos os seus colaboradores e público ao longo dos muitos anos. Esta é uma decisão privada e nem ele nem os seus representantes farão qualquer comentário adicional sobre este assunto. ”


Mais tarde, refletindo sobre sua decisão em entrevista à revista W, Day-Lewis disse que “antes de fazer ['Trama Fantasma'], eu não sabia que iria parar de atuar”.


Parte do motivo pelo qual Day-Lewis anunciou sua aposentadoria em uma declaração pública foi para que ele tivesse mais dificuldade em sair dessa. Ele queria “traçar um limite” na areia e fazer planos concretos para sair gradualmente de Hollywood.


“Eu sabia que não era típico fazer uma declaração”, disse Day-Lewis. “Mas eu queria traçar um limite. Eu não queria ser sugado de volta para outro projeto. Durante toda a minha vida, falei sobre como deveria parar de agir, e não sei por que desta vez foi diferente, mas o impulso de desistir se enraizou em mim e se tornou uma compulsão. Foi algo que eu tive que fazer.”



Day-Lewis participou recentemente da premiação do National Board of Review e se reuniu com seu diretor de “Gangues de Nova York”, Martin Scorsese, que alimentou rumores sobre a possibilidade de o ator sair da aposentadoria ao provocar uma futura colaboração entre eles.


“Obrigado, Daniel. Receber esta homenagem concedida por Daniel é uma honra por si só”, disse Scorsese ao receber o prêmio de melhor diretor. “Fizemos dois filmes juntos e é uma das maiores experiências da minha vida, devo dizer. Talvez haja tempo para mais um. Talvez! Ele é o melhor."


Day-Lewis seguiria sua vitória no Oscar por “Meu Pé Esquerdo” de Sheridan com mais duas vitórias na categoria graças a “Sangue Negro” e “Lincoln”.


Fonte: Variety

Siga nossas redes sociais e inscreva-se em nosso Canal no Youtube!

Twitter: @realcanalbang           

Instagram: @canalbangoriginal  


0 comentário

Kommentare


bottom of page