Aquaman | Crítica

Atualizado: 19 de Dez de 2018

O longa do Aquaman chegou às telonas com as mais variadas expectativas do público. Enquanto os fãs, em sua quase totalidade, dão gás a essa época em que os filmes de super-heróis transformaram-se em um novo gênero de ação/ficção com uma das maiores rentabilidades da indústria, a Warner parece ter dado um freio ao universo inicial que tentava criar para agradar ao público, de uma maneira muito mais racional do que quando o fez com alguns filmes anteriores como Esquadrão Suicida e Liga da Justiça.

Aquaman é uma produção para ser vista diversas vezes de uma forma leve e pouco profunda, dado às cenas e sequências que proporcionam momentos de ação com mais qualidade que qualquer outra existente nos filmes da DC, uma compreensão estética extraordinária, além do carismático jeito despreocupado inerente ao seu protagonista (Jason Momoa). É um filme que tornou-se épico sem ser muito cerebral e sombrio. Tem as suas cenas de tensão e as de alívio bem equilibradas ao longo do enredo. Se Aquaman deixa algo bem claro, é que a Warner pode conseguir se livrar das sombras nas quais seu universo cinematográfico se firmou a partir de Homem de Aço.

É conveniente destacar como o longa conseguiu aplicar esses pontos sem prender-se somente a esta escolha. O ponto mais evidente disso, no roteiro, são os diversos alívios cômicos que o filme traz. Apesar de alguns poucos poderem ser vistos de forma exagerada, são minoria diante das outras cenas, o que faz o clima da produção se manter estável em toda a sua duração. Nenhum momento cômico desfaz a imagem de Arthur construída em Liga da Justiça. Mais do que isso, entender quem é essa versão do Aquaman que acompanhamos, só mostra que a Liga da Justiça ou Esquadrão Suicida foram filmes lançados precocemente. É muito mais atrativo explorar de início um personagem individualmente.

A produção não tem medo de assumir alguns clichês de filmes de aventura. Tudo estava lá e tornou o filme leve e fácil de digerir. Toda a jornada do herói é vista com clareza e conforto, desde o treinamento de Arthur com Vulko (Willen Dafoe), passando pelo erro do protagonista que deu origem ao Arraia Negra (Yahya Abdul-Mateen II), até chegar ao seu embate final com o Mestre do Oceano (Patrick Wilson), principal antagonista da obra.


Os pontos que foram semelhantes às HQs (prestem atenção ao figurino) e a exploração do gênero de aventura se fazem ainda mais precisos por conta da incrível direção de James Wan. Mas o filme te dá poucas oportunidades de respirar, devido ao ritmo frenético empregado pelas suas muitas cenas de tensão (são muitas explosões em momentos de calmaria). Outro fator que merece atenção é o olhar do diretor. Wan, quase não utilizou cortes nas cenas importantes, mostrando a ótima coreografia em filmagens que se movimentam permitindo ao espectador vivenciar as cenas de diversos pontos e ângulos. Um único ponto baixo se mostra durante uma perseguição onde acompanhamos Mera (Amber Heard) correndo por telhados na Sicília, onde o rosto da atriz aparece focado em um fundo que não existe e que deve incomodar as pessoas mais atentas. Mas isso é uma gota no oceano. Nada que atrapalhe o desenvolvimento da obra.

Aquaman, com os seus romances e músicas de fundo, é um filme brega e, ao mesmo tempo, com seus momentos derradeiros e cenas de luta, um filme épico, grandioso e diferente de tudo o que foi feito até o momento. É um longa que mostrou um universo amplo de fantasia e aventura e que ainda tem um grande potencial para ser explorado em detalhes. Desperta a vontade de querer conhecer mais sobre cada reino e sobre cada relação política entre os seus líderes. Aquaman adere aos quadrinhos da era de ouro, mostrando a louvação do herói que, assim como o filme em sua proposta, termina incontestável.


Nota 9,0/10


Por Moezio Vasconcellos


Siga nossas redes sociais e inscreva-se em nosso Canal no Youtube! Twitter: @realcanalbang Instagram: @oficialcanalbang http://facebook.com/oficialcanalbang

  • Twitter Clean
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube
  • Facebook Clean
bannerPropaganda1.jpg

DISCLAIMER

O Canal Bang ​é um portal que tem como objetivo trazer as principais novidades sobre filmes, séries, livros, quadrinhos, games e tudo que envolve a cultura pop. De uma maneira descontraída, inteligente e cheia de carisma, você pode assistir nossos vídeos semanais em nosso canal do Youtube, ouvir nossas críticas e debates polêmicos em nosso podcast, e saber das notícias que envolvem o universo nerd ao vivo em nosso programa na TV MAR (Canal 25 NET) toda Quinta às 12:30. Entretenimento de verdade, você encontra aqui, no maior portal nerd de Alagoas.

PARCEIROS

CinemaParceria.jpg
tvMarParceria.jpg
GazetaParceria.jpg
piticasCinzaSite.jpg
santoAmaro.png

CONTATO

+55 82 3028-6851

Maceió-Alagoas

  • YouTube - Canal Bang
  • Facebook - Canal Bang
  • Instagram - Grey Circle
  • Twitter - Canal Bang

© 2019 Canal Bang - Todos os direitos reservados

Cinema, Cultura e Entretenimento