Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald | Crítica

Dois anos atrás, J. K. Rowling fez a sua estreia como roteirista em Animais Fantásticos e Onde Habitam, dando início a franquia do mundo mágico antes da existência do seu icônico personagem Harry Potter. Se o primeiro filme desta história foi cheio de encantamentos simplórios com o despertar do lado das trevas, Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald torna-se mais complexo e aumenta o enredo desta recente série de filmes do universo de Harry Potter.

Após a destruição em Nova York, Newt Scamander (Eddie Redmayne) está proibido de viajar ao exterior e continua cuidando das criaturas dentro de sua maleta e, sempre que possível, adiciona novas espécies em seu mágico ecossistema. Seu cuidado pelos seres simples garantem bons momentos do filme, os mais leves e cômicos, que nos lembram a todo momento que é uma história sobre magia. Os seus parceiros Pickett e Pelúcio são personagens determinantes em alguns momentos, especialmente na parte final.

O mundo da magia continua sendo agradável e o esmero visual permanece notável. Os efeitos são de encher os olhos e o 3D é usado para tornar essa magia palpável, justificando seu uso em prol da fantasia e não apenas para aumentar o preço do ingresso. Ao contrário do enredo que se passa nos EUA no primeiro longa, a França funcionou apenas como um cenário, sem muita preocupação na apresentação das particularidades da magia neste país.

As atuações funcionaram muito bem, com destaque para Eddie Redmayne - como era de se esperar - e seu Newt Scamander cheio de trejeitos. Johnny Depp não foi mantido neste projeto à toa. Mesmo passando por problemas pessoais, o ator continua fazendo um belo trabalho e entrega um vilão frio e calculista. O conhecido Jude Law mostra um Dumbledore mais jovem e um pouco mais enérgico. É sempre bom sabermos e entendermos mais sobre a origem de um personagem já consagrado entre os fãs.

De uma forma geral, Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald é um bom filme. As cenas iniciais do longa são inacreditáveis e os momentos de ação conseguem surpreender. Apesar do roteiro mais pesado e difícil de entender, deve-se levar em consideração que é um trabalho árduo manter a qualidade de uma produção em um universo com tantos filmes produzidos. Como consequência de todos esses ingredientes, o destaque ficou por conta do uso maior da magia, lembrando ainda mais o universo de Harry Potter. É justamente o que a maioria dos fãs esperam ver em um filme da franquia.


Nota 8,5 / 10,0


Siga nossas redes sociais e inscreva-se em nosso Canal no Youtube! Twitter: @realcanalbang

Instagram: @oficialcanalbang

http://facebook.com/oficialcanalbang

  • Twitter Clean
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube
  • Facebook Clean
bannerPropaganda1.jpg

DISCLAIMER

O Canal Bang ​é um portal que tem como objetivo trazer as principais novidades sobre filmes, séries, livros, quadrinhos, games e tudo que envolve a cultura pop. De uma maneira descontraída, inteligente e cheia de carisma, você pode assistir nossos vídeos semanais em nosso canal do Youtube, ouvir nossas críticas e debates polêmicos em nosso podcast, e saber das notícias que envolvem o universo nerd ao vivo em nosso programa na TV MAR (Canal 25 NET) toda Quinta às 12:30. Entretenimento de verdade, você encontra aqui, no maior portal nerd de Alagoas.

PARCEIROS

CinemaParceria.jpg
tvMarParceria.jpg
GazetaParceria.jpg
piticasCinzaSite.jpg
santoAmaro.png

CONTATO

+55 82 3028-6851

Maceió-Alagoas

  • YouTube - Canal Bang
  • Facebook - Canal Bang
  • Instagram - Grey Circle
  • Twitter - Canal Bang

© 2019 Canal Bang - Todos os direitos reservados

Cinema, Cultura e Entretenimento