top of page

Ahsoka | Este é o significado por trás daquele mural em Lothal



Ahsoka nos vê retornar a um local comum de Star Wars: Rebels que ainda não tínhamos visto em live-action, o planeta Lothal. Ao alcançarmos Sabine Wren (Natasha Liu Bordizzo) no planeta, vemos uma cerimônia em homenagem a Ezra Bridger(Eman Esfandi), o personagem principal deRebels, em frente a um mural com alguns personagens. Há cinco pessoas, um gato-loth e um andróide parados entre duas grandes figuras parecidas com lobos. Alguns personagens já são familiares de Ahsoka como Hera Syndulla (Mary Elizabeth Winstead), a própria Sabine ou seu gato-loth. Mas alguns podem não ser familiares para novos espectadores. O mural na verdade vem diretamente de Rebels e foi pintado por Sabine.


O mural foi pintado no final de Star Wars: Rebels por Sabine ( Tiya Sircar ) após a Batalha de Lothal e mostra os Espectros, sua tripulação, sua família. É uma homenagem à sua tripulação e aos seus sacrifícios na batalha, bem como uma homenagem aos dois lobos Loth que ajudaram a expulsar o Império. O mural serve como uma espécie de memorial, já que algumas pessoas diferentes nele retratadas morreram ou desapareceram. É um reflexo da família que formaram durante a Rebelião, mesmo que essa família não esteja mais inteira e unida.



O foco principal do mural são obviamente as pessoas no meio. Eles eram a tripulação do Fantasma, tornaram-se os Espectros, mas o tempo todo eles eram uma família desorganizada. A verde Twylek Hera Syndulla (Vanessa Marshall). Ela era a piloto do Fantasma, uma líder e muitas vezes a voz da razão. Faz todo o sentido que ela tenha se tornado General. Mesmo antes de conhecê-la em Rebels, ela já trabalhava com as brasas crescentes do movimento. Ao lado dela está Kanan Jarrus ( Freddie Prinze Jr ), um Jedi humano (ou quase Jedi ). Ele e Hera estão romanticamente envolvidos. Depois de escapar dos piores efeitos da Ordem 66, ele deixou sua vida Jedi para trás, mas quando Ezra se junta à tripulação, ele assume a responsabilidade de ensiná-lo os caminhos da Força.


Ao lado dele está o enorme Lasat, Garazeb "Zeb" Orrelios (Steve Blum). Lasats são basicamente uma enorme espécie de macaco-gato que foi particularmente devastada pelo Império. Ele é impetuoso, arrogante e ferozmente leal. Abaixo de Zeb está Sabine Wren. Ela está vestida com sua armadura Mandaloriana personalizada e usando um de seus penteados brilhantes característicos. Sabine é uma rebelde em todos os sentidos da palavra. No canto esquerdo, está o andróide Chopper ( Dave Filoni ). Ele é extremamente leal aos rebeldes, mas também um grande encrenqueiro. E no meio está Ezra Bridger (Taylor Gray). O garoto que salvou todos eles. Embora ele comece como um pirralho chato, ele eventualmente se torna um jovem capaz e um Jedi. Ele aprende com todos da tripulação como ser uma pessoa compassiva, um guerreiro e um líder e, finalmente, se sacrifica para enviar o Grande Almirante Thrawn (Lars Mikkelson) ao espaço profundo e encerrar a Batalha de Lothal.



O mural é para todos eles. É um retrato da família deles, daqueles que perderam e daqueles que não podem mais ficar juntos. Mas está claramente centrado em Ezra e nas conexões que ele foi capaz de fazer apesar de tudo que o Império e a própria Lothal tiraram dele.


Assim como os gatos-loth, os lobos-loth são nativos de Lothal. Mas, ao contrário dos gatos-loth, eles são enormes e sensíveis à Força. Ao longo de Rebels, Ezra e seu mestre Jedi Kanan fizeram vários aliados humanóides e animais, alguns com sensibilidade à Força. E na batalha final para libertar Lothal do Império, Ezra convocou os lobos brancos e cinzentos para ajudá-los em sua luta. Eles estão incluídos aqui como um reflexo de suas contribuições, de sua conexão com Ezra e com Lothal como um todo.



Então, onde estão todas essas pessoas agora? Parece ser isso que Ahsoka se preocupa em nos mostrar. Sabine tem vivido em Lothal nos últimos anos depois de deixar para trás seu treinamento de aprendiz com Ahsoka. Ela ainda está tentando encontrar uma maneira de trazer Ezra de volta e com a ajuda de Ahsoka ela finalmente conseguiu uma pista. Hera permaneceu parte dos rebeldes, ainda atuando como general mesmo após o fim do conflito. Ezra ainda está no vazio do espaço e Thrawn não sabe das tentativas de seus amigos de salvá-lo. Kanan morreu antes do final da série. Zeb voltou para sua casa com o rebelde Kallus (David Oyelowo), que virou agente do Império, mas fez uma aparição em The Mandalorian. e provavelmente aparecerá novamente em Ahsoka. E Chopper ainda está trabalhando fielmente com Hera.


Por enquanto, os Espectros seguiram caminhos separados. Mas agora eles estão em uma missão para salvar Ezra e chegar até Thrawn antes que alguns aspirantes a Sith possam derrotá-los. E dado o quanto esta família encontrada se ama, é apenas uma questão de tempo até que os membros sobreviventes encontrem o caminho de volta um para o outro. Ahsoka já nos mostrou esse mural algumas vezes, chegando ao ponto de recriar a cena final de Rebels no episódio 2 para mostrar a firme ligação entre esses dois shows.



Em Rebels, o mural parecia um memorial, uma homenagem a uma família que não existe mais e às peças que faltam nela. Como se fosse algo a ser deixado para trás naquele show. Mas foi trazido de volta à luz, ganhando nova relevância e novo significado. Agora é um retrato de família. Um símbolo de tudo o que eles fizeram e um lembrete de que eles não estão apenas tentando recuperar Ezra, mas também tornar esta família inteira novamente.


Fonte: Collider


Por: Camylle Helen


Siga nossas redes sociais e inscreva-se em nosso Canal no Youtube!

Twitter: @realcanalbang

Instagram: @canalbangoriginal

0 comentário

Commentaires


bottom of page